terça-feira, 31 de dezembro de 2013

O Mar na Ilha




O Mar

Se o vento é brando, o mar é meigo e terno
Dorme tranquilo e sua voz cala
Suspira fundo e vai de mansinho
Abraça a praia e um beijo estala

Se há tormenta, ele ruge e açoita
Embala as ondas num furor horrendo
Soluça, geme, vomitando cóleras
Bate na praia, louco e tremendo

Na calmaria, quando o sol é claro
Reflete nas entranhas o colorido
De mil cores, qual pintor sublime
De mil aspectos quadros refletindo

Na tempestade, as densas nuvens cobrem
De negro azeviche o dorso seu
E a palidez das entranhas suas
São pretas trevas negras como breu

E a praia branca, casta, meiga e bela
Abre seus braços num enlace meigo
Ao vento pede suplicando calma
Ao mar querido pede mais um beijo

Se atendida ela deita os braços
E o mar vem vindo lhe beijar a face
Se o vento nega ela se aprofunda
E o mar com fúria nos rochedos bate.

José Lopes


4 comentários:

rosinha cruz disse...

Seja bem-vinda ao meu cantinho e obrigada pelo carinho.
Que 2014 seja um ano onde tudo o que você deseja se realize, com muita saúde, muita felicidade e muito amor.
Beijinhos

REINVENTANDO disse...

Que linda mensagem para começar 2014!!
Abraços.Sandra

★MaRiBeL★ disse...

★⋰⋱★⋰⋱★⋰⋱★⋰⋱★
★★Feliz Año Nuevo★★
★⋱⋰★⋱⋰★⋱⋰★⋱⋰★
_2_/_o_/_1_/_4_/
._|_..._|_..._|_.._|_....★MaRiBeL★

Dorli disse...

Oi querida,

Escrever minicontos é mais fácil que poesias rimadas.
Escreva uma poesia bem bonita sem rimas com umas 5 ou 6 estrofes, depois adapta a um miniconto ou conto.Fácil , não é?
Adorei a poesia
Beijos
Lua Singular

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...