sábado, 4 de maio de 2013

Final da tarde em Itamaracá...


A  Ave Maria 

O vento sopra, farfalham os coqueiros
O mar beijando a praia sua tristeza diz
Os pássaros voltam aos ninhos, a tarde vai morrendo
É Ave Maria, tange o sino na Matriz

Tudo é triste e a tarde vai morrendo
É o início da noite e o fim de mais um dia
O mar bate na praia e lança espumas brancas
A Matriz repica o sino e toca Ave Maria

O último dos jangadeiros ferra sua vela
E volta ao aconchego fraterno do seu lar
A Deus ele dá graças, vencendo mais um dia
Rezando Ave Maria, ouve o sino a badalar

No poente rubro onde o sol se esconde
É o ocaso, que paisagem linda
No nascente a lua cor de rosa
Depois da Ave Maria. O dia finda

José Lopes

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...