quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

As Jangadas


Tudo é paz e sossego. Que beleza
Que lindo espetáculo é este mar
Que maravilha, que madrugada bela
Podemos ver em Itamaracá

As jangadinhas na rotina partem
Dia após dia, na lida a pescar
Enfunam as velas, singram o mar sereno
Da linda praia de Itamaracá

E, à tardinha, quando o sol se esconde
Ao longe surgem em demanda do lar
São os jangadeiros, homens bons e amigos
Que habitam a praia de Itamaracá
    (José Lopes)

3 comentários:

✿ chica disse...

Lindo poema e foto!!!Belo mar e jangada!!! beijos,chica

Élys disse...

A jangada singrando o mar traz uma doce sensação de paz.
Linda poesia.
Beijos.

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida
Se eu tirasse uma foto de onde te escrevo não poderia ser tão idêntica...
Vc só pode mesmo poetar com um cenário desses!!!
Também me delicio por aqui e em seu post...
Bjm de paz e orante

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...